NOTA SOBRE USO DE EPI’S E DEMARCAÇÃO DE ÁREA NA FARMÁCIA

A Sociedade Brasileira de Farmacêuticos e Farmácias Comunitárias SBFFC, considerando a Portaria GM/MS nº 454 de 20 de março de 2020, que declara para todo o território nacional, o estado de “transmissão comunitária” do Coronavírus – COVID-19;

Considerando que a farmácia comunitária, por meio da Lei 13.021 de 08 de agosto de 2014 é um estabelecimento de saúde avançado, e se configura como um dos estabelecimentos de saúde, que a população primeiro procura para orientação e esclarecimento sobre os sinais e sintomas de saúde; recomenda as seguintes medidas de proteção e serviços:

– usar máscaras cirúrgicas e luvas de procedimento, durante o atendimento aos pacientes. Não obstante, a ameaça de desabastecimento, a SBFFC entende que tal medida é preponderante para a segurança dos farmacêuticos e colaboradores da farmácia, bem como dos respectivos pacientes.

– demarcar o chão, do interior da farmácia, com fitas ou cones, definindo o espaçamento de 1,5m a 2,0 metros para organização do atendimento; evitando a aglomeração interna. Se possível, de acordo com as condições climáticas, organizar espaços, do lado de fora da farmácia, para filas, respeitando o distanciamento.

– disponibilizar bandeja, que permita a desinfecção para que sejam colocadas as receitas e os medicamentos, evitando o contato direto entre as mãos.

– divulgar e tornar eficiente a dispensação remota, por meio da tele-entrega / delivery.

– orientar o uso correto e racional do medicamento.

– assegurar a limpeza constante das superfícies (bancadas) com solução de hipoclorito de sódio.

– treinar os colaboradores acerca da higiene pessoal (lavagem das mão com água e sabão e uso do álcool em gel 70%), da segurança no atendimento, da importância do isolamento domiciliar aos clientes.

– disponibilizar aos cliente máscaras, álcool em gel 70%, na medida do possível; outrossim, orientações acerca da higiene pessoal, e do isolamento domiciliar.

Com tais medidas a SBFFC reforça que os farmacêuticos e as farmácias e comunitárias integram de forma ativa, e com protagonismo, à equipe multidisciplinar no enfrentamento ao Coronavírus – COVID-19.

Sociedade Brasileira de Farmacêuticos e Farmácias Comunitárias



Fonte: BRASIL, Lei 13.021 de 08 de agosto de 2014. Disponível: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13021.htm. Acesso em: 21 mar. 2020. BRASIL, Conselho Federal de Farmácia. Corona Vírus – atuação do farmacêutico frente à pandemia da doença causada pelo Coronavírus, Plano de resposta para farmácias privadas e públicas da atenção primária – versão 1 (17/03/2020). Disponível: http://www.cff.org.br/noticia.php?id=5703&titulo=Atuação+do+farmacêutico+frente+à+pandemia+da+doença+causada+pelo+coronav%C3%ADrusav%C3%ADrus. Acesso: 21 mar. 2020. BRASIL, Ministério da Saúde. Portaria nº 454 de 20 de março de 2020. Disponível: http://www.saude.go.gov.br/noticias/10610-legislacao-sobre-o-coronavirus-covid-19. Acesso em: 21 mar. 2020.